O que o chão me conta do mundo?

É no chão, com a liberdade de se deslocar, que os bebês podem se desenvolver amplamente. Nele vão experimentar rolar, se sentar e engatinhar – conquistando cada vez mais autonomia, segurança e compreensão de mundo. Na Baby House, no Berçário, que recebe os bebês de quatro meses até um ano e um mês de idade, além desta oportunidade, também é oferecido de forma organizada e criativa o contato com diversos materiais, tendo eles a oportunidade de escolher com o que e como interagir. No caso desta turma, eles demonstraram grande interesse por atividades que envolvessem esta exploração no solo, o que definiu seu projeto de investigação. Confira um pouco do que eles descobriram!

Como o leite foi parar dentro da vaca?

Enquanto conversavam, dois amigos do Jardim I da Baby House, turma com crianças de quatro a cinco anos de idade, mostravam o que sabiam sobre vários animais. Então surgiu uma questão: “Como o leite foi parar dentro da vaca?”. Ela foi compartilhada com o grupo e muitas experiências foram vivenciadas até encontrarem uma resposta. Teve até passeio para uma fazenda com direito a ordenha, estudo de imagens de vacas produzidas por grandes artistas e uma culinária de leite de castanha, já que uma amiga lembrou que existem pessoas com intolerância a lactose. O projeto foi vivido intensamente pelo grupo, que já partiu para novas descobertas.

Por que as nuvens não caem do céu?

Com um grande interesse pelo mundo das letras, as crianças do Jardim II da Baby House, que têm de cinco a seis anos de idade, com frequência folheiam os livros da sala da turma e da Biblioteca. Certa tarde, ao olhar para uma imagem de nuvem, uma das crianças chama os amigos para ver a gravura e questiona: “Por que as nuvens não caem do céu?”. Rapidamente a turma trouxe hipóteses de resposta. Algumas elas mesmas já descartam – afinal, já possuem vasto conhecimento sobre o mundo. Depois, decidem investigar mais e, para isso, a professora planejou variadas experiências. O grupo ainda recebeu a visita de um aeronauta, que compartilhou todos os seus saberes a cerca das nuvens. Aprender assim não é muito mais divertido?

A formiga vai crescer?

As crianças desta turma, que têm de três a quatro anos de idade, percebem o quanto cresceram. E muitas vezes conversam sobre isso na Roda de Conversa: “Eu tô grande, já fiz quatro anos!”. Um dia, falando sobre este assunto no Pátio das Árvores da Baby House, um deles percebeu uma formiguinha na caixa de areia. Intrigado, perguntou à professora e aos amigos: “A formiga vai crescer?”. A turma está descobrindo muitas coisas sobre estes pequenos seres e até que elas não são sempre tão pequeninas.

Como a água-viva queima se ela é molhada?

No retorno das férias de verão, os amigos tinham muitas novidades para contar a partir de seus passeios com as famílias. E estavam ansiosos para poder compartilhar e debater com os amigos. O assunto da praia foi muito comum e uma colega tinha vivido lá uma experiência marcante: se queimou com uma água viva, também conhecida no Rio Grande do Sul como mãe dágua! Tá, se queimar com sol, com fogo... Mas, afinal, como a água viva queima se ela é molhada? Você já pensou nisso? As crianças de seis anos, concluindo a Educação Infantil, sim e elegeram esta como sua última investigação na Baby House.

O que tem na panelinha?

As panelinhas podem conter muitas coisas! Na imaginação das crianças, é comum estar ali uma saborosa comidinha – ou "papá". Percebendo o grande interesse das crianças desta turma de um a dois anos de idade da Baby House por utilizar panelinhas e elaborar histórias sobre o que estava sendo preparado, esta passou a ser a questão para sua investigação. A partir daí são elaboradas atividades que possibilitam o contato com diversos materiais e a construção de histórias em que vários papéis são representados, favorecendo a comunicação e a expressão das crianças, a elaboração de suas representação de mundo, a vivência de conceitos como quantidade, volume ou maior e menor, além, claro, de deliciosas "refeições" e brincadeiras, repletas de imaginação e alegria.

Cadê o Lobo?

É comum as crianças gostarem de uma boa história com o temido Lobo Mau – uma forma de dialogarem com seus medos. Assim, esse temido medo/Lobo vai sendo enfrentado e a criança cresce e se sente mais forte ao superá-lo. A curiosidade desta turma da Baby House, formada por crianças de dois a três anos de idade, possibilitou conhecer várias versões do Lobo, até um Lobo bonzinho, fazer muitas descobertas e viver várias aventuras com os amigos.

Por que o vento não gira o gira-gira?

Em uma tarde de brincadeiras no Pátio das Árvores, uma grande ventania se iniciou, levantando as folhas do chão. As crianças perceberam que nem tudo voava com o vento e uma delas perguntou: "Por que o vento não gira o gira-gira?". Desde então, a turma, composta por crianças de três a quatro anos de idade, lançou-se em uma investigação sobre este brinquedo que tanto adoram na Baby House. Assim foram pesquisando, conversando, produzindo e descobrindo mais e mais, não só sobre o gira-gira, mas também sobre vento, histórias, construções, brincadeiras e muitas outras coisas...

O Gigante mora num prédio?

As crianças estão atentas a tudo ao seu redor. Um dia, quando as desta turma, que têm de dois a três anos de idade, brincavam no Terraço do Sol da Baby House, uma delas percebeu que a escola é vizinha de um grande edifício. Quem poderia morar num prédio tão grande? Será que o Gigante mora no prédio? Eis aí a oportunidade para muitas investigações, incluindo um mergulho pelos contos clássicos, cheios de gigantes e seres fantásticos.